A crise econômica americana assusta o mercado de carros novos

As vendas de veículos novos continuam em alta e surpreendem as revendas de Joinville

Max Ferreira Machadomaxtt@terra.com.br.

Era uma facilidade comprar um carro zero quilometro até bem pouco tempo. Financiamentos de até 84 meses sem entrada eram um atrativo para a compra do veículo. A indústria não experimentava tamanha euforia há algum tempo. Ter um carro novo era um sonho palpável para muitos brasileiros, que, finalmente podiam realizar um sonho de consumo. Com a crise econômica Norte Americana, o mercado teve alta na taxa de juros, que passou de 0,99% a 2% em média. O risco Brasil aumentou e a desconfiança, acabaram por valorizar a moeda norte americana.

Muitos empresários estão desconfiados e temerosos com a possibilidade da desaceleração da economia. Os financiamentos tiveram aumento na taxa de juros, exigência de pelo menos 20% para a entrada e diminuição nos prazos. Os bancos passaram a exigir do comprador, uma renda maior.

Visitando algumas revendas autorizadas de Joinville, um panorama até surpreendente é revelado. Na revenda autorizada Volkswagen, Delta Veículos, o Diretor de Vendas, Adelmar Zílio, falou que, as vendas estão mais direcionadas. Antes havia maior fluxo de loja, mas as vendas não eram concluídas, até porque, os financiamentos sem entrada e com prazos de até 84 meses eram evitados, face ao tempo muito longo. O que se percebe é que as vendas continuam em alta.

O diretor fala da parceria que as fábricas estão fazendo com as revendas nas taxas de financiamento. “Por exemplo: O Gol Geração Quatro tem financiamento em até 60 vezes, com 30% de entrada e juros de 1,43% ao mês, ou 60% com 0,20% em 12 vezes. Nos importados, como, Passat, Jetta ou New Beetle, temos um financiamento com 50% de entrada e saldo em 24 meses sem juros, finaliza”. O diretor está preocupado com as vendas de usados e semi-novos, que estão paradas. “Esses carros são dados como entrada na compra do novo, e se as vendas continuarem em baixa, ficaremos com as lojas cheias de veículos,” diz o diretor.

Na revenda Renault, Liberté Veículos, a situação é semelhante. Os vendedores Milton Suplicy e Marcelo Belmonte disseram que o fluxo de loja diminuiu. “Antes o comprador de baixa renda que sonhava em adquirir um carro novo, atirava para todos os lados. Ele não via modelo nem marca, e sim o que cabia no bolso. Ao fazer as contas nos prazos longos, ficava desestimulado e não comprava. Agora o comprador além de estar direcionado, está antecipando a aquisição do carro novo. Com os juros oferecidos pela fábrica, a procura se mantém. Marcelo disse que ficou melhor, pois, com menos clientes, ele pode dar um atendimento de qualidade. Milton também concorda e enfatiza: Está menos estressante, pois, o cliente já vem com a compra definida.

A Le Monde, revenda Citröen, continua vendendo bem. O Gerente de Vendas, Osoni Gomes disse que, não trabalha com veículos populares. Então, ficou até melhor, pois, o financiamento está subsidiado pelo banco da fábrica, com taxa de 0,49%, e o carro usado entra como entrada .Gomes falou que os semi-novos preocupavam, mas, a empresa contratou vendedores de usados, e os estoques estão esvaziando. Todos os entrevistados são unânimes em dizer que só no começo do próximo ano talvez comecem a aparecer os reflexos da recessão norte americana.

Nas lojas de usados e semi-novos de Joinville, os donos são unânimes em se queixar da retração do mercado, que está tirando o sono dos lojistas. O senhor Acácio da Cunha, proprietário da Kairós, revenda de médio porte, foi incisivo: “Os bancos estão mais exigentes e financiamento sem entrada acabou. Exigem 20 % de entrada mínima e o cadastro está mais rigoroso, pois, temem pela inadimplência. Os juros aumentaram, e como não temos uma montadora para nos ajudar, o comprador tem que arcar com 2,20% ao mês”, finaliza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: