Editorial

Ambigüidade digital

Comunicar-se com os amigos e parentes mais distantes. Matar as saudades. Pagar as contas. Fazer negócios. Lançar pensamentos e idéias. Consultar dados. Informar-se. Entreter-se. Educar-se. Fazer campanha política. Passar o tempo, ou ganhar tempo? A internet está presente, cada dia mais e com maior participação na vida do brasileiro.

Através dela, a vida pode se tornar mais simples, prática e econômica, ainda mais agora com acesso mais democratizado e rumo ao acesso mais econômico e, quem sabe, gratuito – se vencermos as barreiras impostas pelas companhias telefônicas.

Se voltarmos o olhar para os aspectos positivos do acesso à internet e da forma como podemos utilizá-la em nosso dia a dia, a vida digital do joinvilense pode tornar-se muito mais econômica e prática. Basta um click, e um mundo de informações úteis estão à sua frente.

Em breve, a própria educação e os negócios poderão acontecer a partir do lar, como já é realidade para muitos brasileiros. Embora esta não seja a opção mais saudável ou agradável a todos, saber encontrar-se no mundo virtual é hoje, essencial para estar atualizado.

O joinvilense está, aos poucos, aprendendo a usufruir desses benefícios. Até as instituições de ensino estão se comunicando mais com seus alunos, pais, prospects e docentes, oferecendo informações úteis e educativas.

Apesar desta incrível jornada de descoberta das praticidades advindas da tecnologia virtual, não podemos deixar de questionar o quanto isso pode afetar o convívio pessoal e o desempenho social da comunidade, afinal de contas, à medida em que as crianças crescem cada vez mais familiarizadas com o computador e a conectividade da internet, mais os parques estão se extinguindo sem tocar a nossa percepção.. Afinal de contas, cada vez mais caminhamos para uma sociedade em que as áreas verdes e livres estão com falta de transeuntes, e na qual, a cada dia que passa, mais pessoas estão trabalhando em home offices, estudando em homeschools e, pedindo comida pela internet.

Observar nossos relacionamentos neste momento é fundamental para repensar os estilos de vida que estamos criando, pois o que nos traz a comodidade, precisa ser um braço para uma vida melhor e não um mecanismo que nos conduza a uma vida solitária e presa em sua virtualidade.

Anúncios

Uma resposta

  1. Outro dia vagava como uma alma penada nos quase vazios corredores ielusquianos, quando me deparei com uma figura atrrorizante. Ela olhou pra mim com os olhos esbugalhados e babava em demasia proferiu. “Você já leu o Primeira Pauta Digital?”. Gaguejei. “Na – na – não”. Ela começou a ter movimentos desconexos e se debater diante de minha resposta. Como sou um tremendo de um borra botas, sai correndo. Mas, seguindo op conselho daquela criatura procurei o tal PPD> Minha opinião é a seguinte. Muito sem sal o dito PPD. Tomará que aquela criatura não enxergue meu entendimento.

    Carlos Anchova

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: