O Machado Jornalista

Fazer jornalismo nunca foi a pretensão de Machado de Assis. Mesmo assim, seu trabalho como cronista teve um papel chave para moldar o jornalismo atual.

Ariane Olsenaloha_ani@yahoo.com.br

Por mais literárias que fossem, as crônicas que Machado de Assis publicou nos periódicos da sua época tiveram uma participação crucial na configuração do jornalismo atual. Seus textos, que misturavam ficção e realidade, incentivavam o leitor a refletir sobre o mundo que os cercava, e, assim, compreendê-lo melhor.

Segundo Patrícia Pina em seu artigo “Machado de Assis: jornalismo e leitura”, as crônicas machadianas não só incentivaram o pensar da realidade, mas criaram uma cultura de leitura. O público oitocentista tornou-se, gradativamente, um leitor habituado a determinado tipo de texto, habituado a pensar e refletir.

Cristiane Costa diz, em um artigo publicado no site Observatório da Imprensa, que trabalhar nos jornais brasileiros era “uma chance de profissionalização e legitimação social rara para escritores num país sem leitores”. Tomando essa informação histórica como ponto de partida, nada mais coerente que os escritores da época tivessem como objetivo transformar um público de cultura de comunicação oral em leitores assíduos.

Fragmento do jornal “Marmota Fluminense”, com texto de Machado de Assis

Fragmento do jornal “Marmota Fluminense”, com texto de Machado de Assis

Machado tomou para si, então, talvez até inconscientemente, a tarefa de formar um leitor, construir um hábito de leitura no público. Em doses homeopáticas, começou com textos onde o autor era um amigo do leitor, mera distração impressa nos jornais. Gradualmente tornou-se um hábito indispensável até para os mais despreocupados com assuntos tidos como sérios. Pôde, então, com um público fiel já conquistado, escrever sobre assuntos sérios.

O jornalismo atual não visa educar o leitor, mas foi graças a essa cultura da leitura inspirada por Machado que a predominante comunicação oral abriu espaço para um periódico escrito. Suas crônicas também suavizaram a transição da leitura de livros – literatura – para a leitura de textos jornalísticos. Eram uma escrita literária com temas atuais (na época) e reais, de relevância para a vida cotidiana da população.

Influência no Jornalismo Joinvilense

Entretanto, por mais importante que sua atuação nos periódicos oitocentistas tenha sido para o jornalismo atual, os jornalistas joinvilenses, em sua maioria, não sentem que sua prática tenha sido influenciada por Machado. O jornalista e professor do Bom Jesus/Ielusc Gleber Pieniz diz ter esperanças que suas leituras de Machado não o tenham influenciado. Afirma que a linguagem literária usada pelo escritor não é condizente com a visão que o docente tem de como o jornalismo deve ser: claro e direto.

Leonel Camasão, repórter do jornal A Notícia não reconhece em si influências machadianas: “eu sempre gostei de Machado. Li bastante no ensino médio e no primeiro ano da faculdade, mas nunca cheguei a pensar nele jornalisticamente. Se me influenciou, foi de maneira subjetiva”. O repórter do Jornal Notícias do Dia Juliano Nunes não é diferente. Admite ter lido pouco das obras de Machado e nega que sua prática jornalística tenha sido influenciada pelo autor.

A colaboração machadiana no jornalismo brasileiro rendeu diversos estudos, dentre eles o artigo do crítico Astrojildo Pereira Duarte Silva “Machado de Assis, romancista do Segundo Reinado”, e a pesquisa da catarinense Ana Luiza Andrade, ex-professora de Literatura Brasileira em Harvard, “Transportes pelo olhar de Machado de Assis”. O centenário da morte de Machado fez surgirem ainda mais trabalhos sobre esse grande escritor. Mereceu matéria e edição comemorativa do Jornal do Senado, assim como uma edição especial do Jornal da Unicamp. A Unesp também criou um site especialmente para divulgar trabalhos sobre Machado, em homenagem ao centenário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: